Mapeamento dos principais influenciadores #8M

10 de março de 2017 by in category Blog TI with 0 and 0
Home > Blog Tree Intelligence > Mapeamento dos principais influenciadores #8M
O #8M foi o hashtag utilizado para referir-se ao Dia Internacional da Luta das Mulheres em geral e a Greve Internacional em particular.     Este último 8 de março, Dia Internacional da Mulher, foi dedicado a uma paralisação global da mão de obra feminina. O movimento foi inspirado nas polonesas e nas argentinas, que recentemente pararam em defesa dos próprios direitos. Há uma proposta de “greve mundial” de mulheres com ênfase em agendas locais.       A Greve Internacional de Mulheres (GIM) – também denominada Paro Internacional de Mujeres (PIM) e International Women’s Strike (IWS) – não pertence a nenhum coletivo ou país em específico. Trata-se de um movimento organizado por mulheres de mais de 40 países.     O movimento está engajado com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (Sustainable Development Goal) das Nações Unidas, ODS no 5, que é  Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas. “Respeito às diferenças. E não às desigualdades!”     A seguir apresentamos uma breve análise da viralização dos principais atores que postaram sobre o #8M no Twitter, na América Latina em geral e no Brasil em particular.     post 8m     8m     8m3     Os principais atores difusores do #8M foram: movimentos feministas e grupos de jornalistas independentes que produziram conteúdo e ações para conscientizar e mobilizar a causa, celebridades (artistas e esportistas) sensibilizados com a causa e políticos, especificamente as ex-presidentas Dilma Rousseff e Cristina Kirchner que mobilizaram os seus simpatizantes.     Cada tipo de influenciador (movimentos, jornalistas, celebridade, político e ativistas) apresenta clusters de seguidores que manifestam comunidades de prática e afinidade diferentes, por exemplo fãs da Pitty e seguidores políticos da Dilma.     Identificamos que o movimento na Argentina teve maior impacto do que no Brasil, uma vez que o mesmo teve início lá e já está mais consolidado.     Os jornalistas independentes estão entre os primeiros nas redes de influência na frente da mídia tradicional.     Como principal insight no Brasil, identificamos que as ações relacionadas aos direitos da mulher precisam de uma articulação maior para que a rede com um todo seja mais coesa, interconectando atores sociais diversos (hoje, muito clusterizados) e suas comunidades de interesse em prol da causa maior.     Por que mapear o 8M?     Somos uma empresa internacional de consultoria baseada em pesquisa que aplica a etnografia digital e técnicas de análise de redes sociais para mapear, monitorar e entender as redes digitais influenciadoras em vários segmentos.   Este mapeamento teve como objetivo aprofundar na dinâmica das redes de influência sobre as causas relacionadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) declarados pela ONU em setembro de 2015, sendo o ODS#5 o referido à Igualdade de Gênero.
No Programa #Estudioi a jornalista Flávia Oliveira falou sobre o movimento #8M e usou dados fornecidos pela Tree Intelligence para compor sua pauta.
 
  Para conhecer mais sobre o nosso trabalho de mapeamento de Temas, Eventos e Influenciadoresentre em contato conosco.     info@treeintelligence.com   55 11 2372 1157   http://treeintelligence.com/  
1169 Visitas 4 Visitas hoy

Add comment

Copyright © 2016 Tree Intelligence
Powered by Matias Rodriguez